terça-feira, 8 de setembro de 2009

Coração apertado




Olá meus amigos e amigas,

Passei alguns dias sem postar nada por aqui por pura falta de ânimo. Apesar de eu saber que nossa caminhada é sempre feita de altos e baixos, muitas vezes sinto-me um pouco desanimada devo confessar. Talvez desanimada não seja a palavra correta, mas na falta de outra que exprima meus sentimentos vai essa mesmo.
Faz vários dias que meu Pedro não vai à escola. Por meu marido não o madar[iamos mais para aquela escola que só trouxe tristezas para ele. Mas me sinto dividida apesar de odiar o tal estabelecimento e ter razão para isto, pois foi por lá que Pedro pegou AVERSÃO à escolas. Estou me preparando para postar pra vocês uma carta anônima que recebi em minha casa falando dos maus tratos que a professora fazia ao Pedro, o que me deixou doente por vários dias e me levou a um estado de estresse que só Deus sabe. Claro, fui tomar as providências e exigi a troca imediata da professora, o que foi feito, porém o estrago já havia sido feito. Me revolto e minhas entranhas se revolvem todas as vezes que me recordo de tal fato, nem queiram saber o quanto!
Bom...a despeito disso procurei fazer meu ato de cristã e tentar perdoar a escola...mas confesso mais uma vez que é um perdão que não consigo liberar.
Desde que ele deixou de ir à escola ele passou a juntar as sílabas e tem aprendido muito mais com nosso ensinamento em casa. Mas me questiono de isso é o melhor para ele. Lembro0me que ele precisa da convivência com coleguinhas e que toda criança precisa de uma certa rotina. Outro dia ele disse para minha mãe que não tinha mais escola e aquilo doeu demais em minha alma. Este é meu impasse : pois geralmente ele diz odiar a escola, que lá é feio e tudo o mais, porém de vez em quando, como hoje por exemplo, quando eu perguntei se ele queria ir para a escola ele disse que sim, que queria ir. Vocês podem perguntar: porque não o matricula em outra escola? Por dois motivos: Porque já estamos no terceiro trimestre, e porque também não estou em condições de comprar novos materiais escolares, fardamentos, e tudo o mais.
E aí? .............meu dilema continua.

8 comentários:

devaneios domésticos 8 de setembro de 2009 09:40  

Ana minha linda, estou torcendo para você encontrar o melhor caminho.
Sou professora e estes depoimentos me deixam indignada. Pessoas e instituições totalmente despreparadas para lidar com o mais precioso bem "A Vida".
Tenho certeza que em breve tudo ficará bem, tenha fé e esperança e quando pensar em desanimar lembre-se que o seu filho é lindo, inteligente e precisa muito de você ao lado dele.
Fique bem.
Que DEUS esteja sempre com sua família!
Bjks e uma linda semana para você!!

Pedro 11 de setembro de 2009 06:30  

Olá,
Me identifiquei bastante com a história do seu filho. Minha relação com a escola sempre foi tumultuada, sendo frequentemente humilhado por colegas e professores, a partir dai meu desempenho foi piorando vertiginosamente.. tenho 19 anos e só agora fui diagnosticado com TDA. Sei bem o que você está passando e lhe digo que é uma benção de Deus que ele tenha sido diagnosticado tão novo. Creio que com a medicação correta e um bom ambiente para o Pedro, ele vai mostrar todo o seu potencial, que imagino que não deve ser nada pequeno.
Um abraço e tudo de bom pro meu xará.
Pedro

Vivian Sbrussi 18 de setembro de 2009 19:21  

=D

_/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\__/\_
>,"<>,"< >,"<>,"<>,"<>,"< >,"<>,"<>,"< >,"<

CONTINUE ANDANDO

Às vezes o caminhar é lento,
mas o importante é não parar.
Mesmo um pequeno progresso é um avanço na direção certa.
E qualquer um é capaz de fazer um pequeno progresso.
Se você não pode conquistar algo importante hoje,
conquiste algo menor.
Pequenos riachos se transformam em rios poderosos.
Continue em frente.
O que de manhã parecia fora de alcance,
pode ficar mais próximo à tarde se você continuar em frente.
O tempo que usar trabalhando com paixão
e intensidade aproximará você do seu objetivo.
É bem mais difícil começar de novo se você pára completamente.
Então, continue em frente.
Não desperdice a chance que você mesmo criou.
Existe algo que pode ser feito agora mesmo, ainda hoje.
Pode não ser muito, mas fará com que continue no jogo.
Caminhe rápido enquanto puder.
Caminhe lentamente quando for preciso.
Mas, seja o que for, continue andando.

(autor desconhecido)

Bjus no seu ♥
ღViViAn\\(^_^)// Sbrussi

_/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\_ _/\__/\_
>,"<>,"< >,"<>,"<>,"<>,"< >,"<>,"<>,"< >,"<

Laura Pinheiro 21 de setembro de 2009 11:51  

ainda não tenho filhos por isso s´te desejo boa sorte!rsrsrs!

fique na paz!

K.R. 28 de setembro de 2009 10:17  

Querida,
Sou mãe de 4 filhos, dentre eles um especial ( vc pode ler no mês de agosto do meu Blog). Este final de semana eu estava comentando sobre isso , a falta de preparo das escolas em orientar professores e alunos, o qto é grande a falta de respeito e conhecimento. Devemos fazer nossa parte sempre, vc fez o que pode, infelizmente nem tudo pode se resolver tão rápido, mas vc é uma mãe muito especial e DEUS sabe disso... ele te fortalecerá sempre.
Vo seguí-la com certeza, e gostaria muito de ter uma visita sua no meu Blog...beijos no seu coração

K.R. 29 de setembro de 2009 09:34  

AMIGA, DEIXEI BEM EXPLICITO MINHA INDIGNAÇÃO REFERENTE A SEU CASO E OUTRO QUE EU VIVENCIEI... NO MEU BLOG...PODE CONTAR COMIGO...BEIJOS NO SEU CORAÇÃO

Quiane 1 de outubro de 2009 09:08  

eu entendo o que vc passou, nao por ter passado por sitaução igual, mas sim por ser mae. ficar desanimada nao irá ajudar o pedro, o que vc eu faria no seu lugar seria trocar de escola (desculpa a intromissao) por mais que estamos no 3º semestre, o tempo perdido é precioso pra ele e pra vc também. encontre uma escola, conte o ocorrido, tente unir forças com a escola escolhida e diga sobre a compra de material. tudo pode ter uma ajuda.
as vezes as respostas podem demorar, mas sempre aparecem.

vou te dar um conselho que vivenciei:
o seu filho so vai gostar da escola se vc gostar. as crianças sentem as nossas angustias e isso faz com que eles se sintam confusos. quanto mais ele ficar em casa, menos vai querer sair, qual criança quer sair do lado da mae?? srrs
vc precisa dar a confiança que ele precisa, pois como vc diz ele sente a vontade de ir.

bjus querida
quiane

✿ஜ✿ ANDRÉIA ✿ஜ✿ Sant'Anna 1 de outubro de 2009 12:32  

Meu Deus!
Olha só, eu ainda não tenho filhos, mas se fosse com o meu filho... eu esperaria acabar esse ano e matriculava ele em outra escola... porque também fazer ele voltar para essa escola!? Seu coração não vai ficar em paz, e não da para confiar em uma escola assim.
Torço para que tudo melhore para vcs. Bjks e fique com Deus... sempre!

About This Blog

About This Blog

    © Blogger template by Emporium Digital 2008

Back to TOP