segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Final de semana




Olá queridíssimas(os)

Nova semana, novas esperas e forças revigoradas na esperança de que O Senhor nos dê uma boa notícia essa semana a respeito de um processo que estamos com ele na justiça. Disso depende muitas coisas em nossas vidas e peço aos meu amigos e irmãos que estejam orando em nosso favor a respeito desta causa que O Senhor sabe tão bem qual é.
O Pedro está bem, graças a Deus. Decidimos dar somente um comprimido por dia e o calmante À noite. Depois do último post, observei uma pequena vitória. Ele conseguiu juntar duas sílabas e somar 5 + 5. "grande coisa, que bobagem!" muitas pessoas podem dizer. MAs para nós é uma vitória é tanto...é uma alegria sem tamanho. São de pequenas vitórias que se ganha uma batalha. Outra vitória foi que ontem fomos a um passeio da igreja em um balneário, o levamos juntos , e pela primeira vez não houve confusões com outras crianças, ele não bateu em ninguém, não cuspiu e nem fez nada demais. Não gritou e nem saiu rindo de nós nos desafiando como fazia antes. eu agradeço a Deus por isso. foi muito bom para ele e também para nós.
E como estou muito feliz com este fato, para comemorar estou postando para vocês uma foto nossa, minha e dele. Apresento para vocês, eu e o Pedro Antônio!
Abração!

4 comentários:

Casando Sem Grana 18 de agosto de 2009 06:50  

Oi Aninha, vim te ver :D
Obrigada pelo comentário super carinhoso no blog. Só estou em dúvida em qual dos seus blogs devo vir te ver...hehehhehe

Um super beijo, você é muito fofo :*

Rosi 18 de agosto de 2009 08:01  

Olá
Vim conhecer teu bloguinho e fiquei contente com o que vi por aqui. Acho louvável a sua iniciativa de dividir conosco a sua história, suas angústias e vitórias.
Tenho certeza que Deus escolhe as mães certas para receberem filhos especiais, mas as vezes me questiono sobre o fato da minha irmã ter recebido meu sobrinho Pedro Henrique. Ele é autista e tem 13 anos.
Por irresponsabilidade dos pais e tal ignorância (traduze-se falta de conhecimento) ele não teve o tratamento adequado desde seu nascimento. Havia uma não-aceitação de sua condição de especial. Por isso ele não fala, é desatento (pela doença e pela falta de estímulo), não interage, enfim vive dependente de minha irmã.
Hoje ela até busca um tratamento, mas sem sucesso. A doença é pouco disseminada e há poucos especialistas no mercado, também há muito preconceito.
Desculpe o desafabo, mas sei que pessoas como vc também são ótimas ouvintes, rsssss.
Um beijo no seu coração e que Jesus te abençoe todos os dias.
Volto mais vezes, prometo.

Rosi 18 de agosto de 2009 08:02  

Ah, seu blog é lindo.
O layout está perfeito. Parabéns.
Foi vc mesma que fez?

Maga 16 de janeiro de 2012 12:59  

Teu filhinho é lindo e Deus disse:
Deixai vir a Mim as criancinhas...
Ele vai ajudar teu filho
Maga

About This Blog

About This Blog

    © Blogger template by Emporium Digital 2008

Back to TOP